app-storearea-applicatoriarea-privatiarea-produttoriarea-progettistiarea-rivenditoriarrow-downarrow-rightbackbookcalculatorclosecontrolsdownloademailenvelopeeyefilterflaggoogle-playlinklogo-fila-footerlogo-filalogo-recommendedmarkermateriali-esternomateriali-finituramateriali-internomateriali-lavaggiomateriali-manutenzionemateriali-pavimentomateriali-pretrattamentomateriali-protezionemateriali-rivestimentonewsletter-arrownewsletterpagenav-gridpagenav-nextpagenav-prevphone-filledphoneplayplusprintsearchshare-facebookshare-googleplusshare-linkedinshare-twittershareslider-arrow-leftslider-arrow-rightsocial-facebooksocial-flickr-bnsocial-flickrsocial-instagramsocial-linkedinsocial-pinterestsocial-twittersocial-youtubetoolbar-apptoolbar-capitolatotoolbar-certificationstoolbar-downloadtoolbar-eyedroppertoolbar-performance-warrantytoolbar-product-safetytoolbar-product-sheettoolbar-product-techtoolbar-retailertoolbar-supporttoolbar-videotutorialupload-file

Resíduos de estuque epoxídico

Mosaico em vidro

residui-stucco-epossidico-mosaicoO estuque epoxídico, sendo uma tipologia de estuque não absorvente e, logo, muito resistente às manchas, bolores e fungos, é frequentemente utilizado no fabrico de mosaicos de vidro para casas de banho, saunas, piscinas e outras superfícies em contacto constante com água e humidade. É, porém, também mais difícil de remover e manchas, halos e resíduos de estuque epoxídico devem ser limpos com um produto específico.

Foi por isso que a FILA concebeu FILACR10, o produto de limpeza de resíduos epoxídicos ideal para superfícies em grés porcelânico, cerâmica esmaltada e mosaico em vidro. 
 
 

Como remover resíduos e manchas de estuque epoxídico do mosaico em vidro com FILACR10

Para a remoção, recomenda-se a utilização do detergente para resíduos epoxídicos FILACR10 deitado puro e deixado a atuar durante pelo menos 30 minutos. Esfregar, depois, a superfície com uma esponja abrasiva ou espátula. Finalmente, enxaguar abundantemente a superfície. Repetir, se necessário, a aplicação.